6.8.10

continuação

foi a partir dessa altura que tudo mudou, apaixonaste-te por outra pessoa, e até eras bastante feliz, para dizer a verdade. quando falavas dela os teus olhos iluminavam-se de luz, o sorriso era enorme e contagiante. até ao dia em que isso passou a ser só sofrimento e angustia. ela gostava de ti, tu dela, mas as coisas não resultavam da forma que tu querias e merecias, faltava sempre qualquer coisa. lembro-me quando me ligavas a falar dela, eu até tomava banho contigo ao telemóvel. também me lembro quando me dizias:
- oi, não quero saber já. fogo..
eu sabia que aquilo não era sentido, gostavas demasiado dela para o ser. mas depois trocas-te esse presente por um passado, a I. e dizias-me:
-epá, eu acho que gosto dela, acho que nunca a esqueci.
nunca te disse, mas aquilo magoava muito, aquelas palavras eram como garras cá dentro, afinal de contas, tinhas deixado de estar com ela para estar comigo. mas enfim, (saltando todas as outras com quem estives-te), essa tua panca passou, e voltas-te mais uma vez para a T. e sofres-te mais uma vez que nem um cãozinho. eu avisei-te varias vezes, mas tu eras casmurro e não acreditavas no que te dizia e vê se não tinha razão..
guardo na memoria uma mensagem que me mandas-te uma vez a dizer:
- agora és tu e só tu meu amor.
eu até acreditava nisso, cuidavas de mim da mesma forma que cuidava de ti. mas mesmo gostando dela, quando falava com algum rapaz, tinhas uns ciumes que não eram normais. nunca cheguei a perceber isso.

continua (..)

2 comentários:

  1. Está a tornar - se viciante (:

    ResponderEliminar
  2. isso é praticamente o que me aconteceu :c

    ResponderEliminar

obrigadoooo !